Seja bem-vindo.

Releases
(10/03) Expansão das análises clínicas é sinônimo de saúde
A cada dia surge no Brasil um novo laboratório de análises clínicas ou uma unidade de marca já consolidada, o que consequentemente aumenta a exigência por inovação e prestação de melhores serviços aos clientes. Segundo a mais recente Pesquisa de Assistência Médico-Sanitária (AMS) realizada pelo IBGE, existem mais de 16.650 laboratórios de análises clínicas no país. Isso significa que há cada vez mais gente realizando um conjunto de exames com a finalidade de verificar o seu estado de saúde ou investigar doenças.

Para além da Covid-19, que acabou acelerando o processo em curso de digitalização de serviços, os avanços tecnológicos mudaram a forma como as pessoas procuram pelos serviços de saúde, o que inclui as análises clínicas. Por meio de seus celulares, quase tudo o que elas precisam está ao alcance das suas mãos, do agendamento ao resultado.

Além da agilidade na análise dos exames e aumento na capacidade produtiva, esses sistemas permitem integração com prontuários médicos e aplicativos de gestão. Dessa forma, tanto farmacêuticos, bioquímicos e médicos quanto pacientes têm acesso facilitado às informações, que são atualizadas de forma automática e segura.

Mas, se é verdade que a tecnologia facilitou a vida, por outro, ela tornou as relações bastante automatizadas. E, em se tratando de um laboratório de análises clínicas, é preciso perceber e interagir com pessoas, com atenção especial aos cuidados com a sua saúde. O que requer humanidade no atendimento.

De nada adianta investir em ambiente clean, com toques de feng shui (prática chinesa que utiliza forças energéticas para harmonizar os indivíduos com o ambiente ao seu redor), wifi ultrarrápido para o cliente, e equipamentos de última geração, se, no final das contas, isso não substitui o olho no olho, o pegar pela mão e a atenção individualizada.

Além disso, cabe a quem procura serviços de análises clínicas enxergar e valorizar princípios básicos, como a história e as certificações do laboratório. No Brasil, Programa Nacional de Controle de Qualidade (PNCQ), que é patrocinado pela Sociedade Brasileira de Análises Clínicas (SBAC). Trata-se de um provedor de ensaios de proficiência, produtor de amostras-controle e material de referência para laboratórios clínicos, bancos de sangue, organizações de diagnóstico in vitro, e no segmento alimentos, análise de água, medicamentos e cosméticos, atendendo aos mais rigorosos padrões de qualidade.

Portanto, existem diversas questões que envolvem os rumos que o mercado de análises clínicas está seguindo, sendo fato que está crescendo e melhorando para o bem da saúde de cada cidadão, assim como de toda a sociedade.

*Marcos Roberto Ferrari Machado é bioquímico e diretor de laboratório em Araçatuba

Página Anterior
 

Melhor Notícia Comunicação - Todos Direitos Reservados

Youtube
Facebook
FlickR
Twitter