Seja bem-vindo.

Releases
(19/05) Covid-19: exames ainda são fundamentais
A vacinação contra a Covid-19 é a esperança do fim da pandemia e do retorno à vida que tínhamos antes de 11 de março do ano passado. Mas o panorama sanitário e consequentemente econômico continua incerto diante dos sobressaltos no ritmo da imunização.

Enquanto isso, o coronavírus não para, permanecendo os riscos de infecção e reinfecção. Sem vacinas para todos em um curto período de tempo, nem medicamentos comprovadamente eficazes que evitem a ação do agente infeccioso, as estratégias de distanciamento social e higiene, assim como a testagem da população continuam sendo os maiores aliados contra a propagação da doença.

É muito importante relembrar que pessoas infectadas, mas que não possuem sintomas, também transmitem o vírus. Assim, a testagem de suspeitos e também de pessoas que não possuem sintomas é medida eficaz de bloqueio para reduzir o número de infectados.

A identificação rápida de alguém contaminado permite monitorar esse indivíduo e iniciar o tratamento em caso de evolução da doença, bem como a possibilidade de monitorar também as pessoas que mantiveram contato próximo, reduzindo o potencial de transmissão comunitário. A testagem nesse grupo também possibilita projeções mais assertivas dos órgãos de saúde quanto à real situação da pandemia e demandas do sistema. A medida também contribui para o retorno seguro às atividades econômicas.

Especialistas afirmam que estabelecer processos e protocolos para o monitoramento e identificação dos casos assintomáticos, mas portadores do vírus SARS-CoV-2, torna-se fundamental para o controle da dispersão do coronavírus na população e uma ferramenta de gestão de risco para o setor econômico.

Como forma de diminuir a propagação do vírus, a testagem é uma estratégia comprovadamente eficaz quando focada em escala e rapidez, pois oportuniza a identificação do transmissor e o isolamento oportuno. Portanto, o exame é bom para todo mundo, do poder público ao indivíduo, principalmente para quem não deseja passar pela tragédia de perder a vida de um ente querido ou a sua própria para a Covid-19.

*Marcos Roberto Ferrari Machado é bioquímico e diretor de laboratório em Araçatuba

Página Anterior
 

Melhor Notícia Comunicação - Todos Direitos Reservados

Youtube
FlickR
Twitter
Facebook