Seja bem-vindo.

Releases
Excessos de final de ano colocam as comemorações e a saúde em risco

Fartura de comidas e bebidas, horas e horas de divertimento, troca de presentes. As festas de final de ano são recheadas de prazeres. O problema é que as comemorações chegam acompanhadas de exageros. E são eles os vilões do bem-estar e da saúde. Passar dos limites com a quantidade de comida e de bebida e ficar muitas horas sem dormir têm o seu preço.

Com a ceia pronta e as diversas opções de pratos de fim de ano saborosos é difícil não encher o prato bem além do que a fome manda. O problema é que esta atitude, além de prejudicar a dieta, pode deixar a pessoa indisposta para aproveitar a festa. "Comer em excesso em qualquer período do ano coloca a saúde em risco. Nas festas, as preparações típicas são ricas em gorduras e açúcares e, por isso, levam ao maior consumo de calorias", explica o cardiologista, Flávio Salatino. "Entretanto, é importante curtir o momento e, no dia seguinte, retomar uma alimentação balanceada e com menor quantidade calórica para que volte a eliminar peso", diz.

"Comer demais pode sobrecarregar o sistema digestivo causando má digestão, além de provocar desconfortos, como refluxo e dores abdominais. O ideal é sempre comer em pequenas quantidades, sem se privar dos alimentos favoritos", orienta Salatino.

Espumante, vinho, cerveja, caipirinha. As festas de final de ano costumam ser regadas com bebidas alcoólicas e extrapolar pode significar uma noite inteira passando mal, além de uma ressaca daquelas. "Consumir álcool em excesso pode trazer prejuízos para o fígado e, dependendo da pessoa e do organismo, pode resultar até mesmo em um coma alcoólico", afirma o cardiologista.

Não é difícil encontrar pessoas que passam quase toda a época de fim de ano dormindo pouco. A concentração, o equilíbrio e a imunidade ficam prejudicados. "As pessoas que não dormem o número de horas adequado deixam o sistema imunológico mais fraco e, consequentemente ficam mais suscetíveis a doenças, como a gripe, por exemplo", ressalta.

De acordo com Salatino, o coração é um dos órgãos que mais sofre com os exageros sazonais. “Final de ano é tempo de comemoração, mas não se pode deixar a saúde de lado, já que as complicações podem ser imediatas. O ideal é não abandonar a dieta, continuar praticando exercícios físicos e se manter tranquilo. É preciso também tomar cuidado com a quantidade e a qualidade dos alimentos e das bebidas consumidas”, afirma o médico.

 

Dicas do doutor

Para evitar exageros, o Salatino fez uma lista de dicas para que as celebrações sejam aproveitadas de forma saudável:

 ü  Não fique mais do que três horas sem se alimentar. Faça pequenos lanches durante o dia, pois assim fica mais fácil evitar comer muito durante a ceia;

 ü  Não se prive de comer os seus pratos favoritos no final de ano. Porém, faça isso com equilíbrio. Para não engordar, coma pequenas porções acompanhadas de vegetais e frutas;

 ü  Beba bastante água. Quem está mal hidratado sente mais fome, pois o alimento é uma forma indireta de o organismo reter água e, por isso, emite mensagem para que a pessoa coma;

 ü  Mantenha distância de alimentos que não necessitem de talheres para comer. Desta forma, você elimina escolhas gordurosas e altamente calóricas, como salgadinhos, biscoitos, bolos, pães de queijo e pizzas;

 ü  Ao servir-se, comece pegando os alimentos mais saudáveis. É uma forma de sobrar menos espaço no prato para as comidas gordurosas;

 ü  Mastigue bem os alimentos. Quem come muito rapidamente, além de ter uma digestão mais demorada, deixa de saborear o alimento e acaba comendo uma quantidade maior;

 ü  Caso você tenha abusado e comido muito em um dia, não cometa outro erro de ficar sem comer nada no dia seguinte. Ao menos passe o dia seguinte bebendo bastante água e ingerindo frutas, saladas e queijos magros;

 ü  Ainda que você vá dormir tarde, tente manter um café da manhã saudável, o que irá contribuir para manter o seu metabolismo acelerado e te dar a sensação de bem-estar durante o dia. Um bom café da manhã é meio passo para o sucesso de qualquer dieta;

 ü  Não passe noites sem dormir ou dormindo pouco. Quando isso acontece, o hormônio leptina, que regula o apetite, informa o cérebro que você precisa de mais energia, e assim você acaba comendo mais, armazenando gordura.

 


Página Anterior
 

Melhor Notícia Comunicação - Todos Direitos Reservados

Facebook
Youtube
Twitter
FlickR