Seja bem-vindo.

Releases
(10/12) Uma boa notícia depois de 6 anos
Inflação sob controle, maiores prazos de crédito para o consumidor, liberação de recursos como FGTS (Fundo de Garantia de Tempo de Serviço) e Pis/Pasep, e a melhora no mercado de trabalho. Estes são os principais fatores que permitem ao comércio ter previsão otimista para as vendas deste fim de ano. Dados da Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC) indicam que o varejo brasileiro prevê o maior crescimento de vendas dos últimos seis anos para o período do Natal. 

A principal data comemorativa do varejo deve movimentar R$ 35,9 bilhões, o que representa 4,8% mais do que no ano passado. Esse percentual na principal data para o comércio no ano não é registrado desde 2013, quando o crescimento foi de 5%. Caso a previsão se confirme, o varejo voltará ao patamar de vendas natalinas de 2014, ano de início da crise econômica.

O IPCA (Índice de Preços ao Consumidor Amplo medido mensalmente pelo IBGE – Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) abaixo de 3% ao ano ajuda a preservar o poder de compra. Os prazos de parcelamentos subiram de uma média de 7,4 meses há um ano para um período de 8,2 meses, segundo informações do Banco Central. O Governo Federal disponibilizou R$ 42 bilhões do FGTS (Fundo de Garantia por Tempo de Serviço) em parcelas individuais de até R$ 500, além de liberar R$ 2 bilhões em recursos do PIS/Pasep. Some-se a isso o 13º salário.

Os dados numéricos, o otimismo do lojista e a esperança do brasileiro criam um ambiente favorável ao comércio. Agora cabe ao lojista fazer a sua parte decorando e promovendo a sua marca, produtos e serviços, assim como acolhendo cada vez melhor o consumidor, aproveitando inclusive o expediente estendido das próximas semanas, já que parte expressiva das vendas do período é concretizada justamente nesse tempo extra de atendimento.

Para que a expectativa se concretize é preciso trabalhar estratégias para atrair o público, potencializando todos os esforços investidos no final do ano. Diferenciais são fundamentais neste momento.

*César Braga é presidente da Associação dos Lojistas do Calçadão de Araçatuba

Página Anterior
 

Melhor Notícia Comunicação - Todos Direitos Reservados

Twitter
Facebook
FlickR
Youtube