Seja bem-vindo.

Releases
(10/08) Celebre o dia de hoje

 Existem datas nacionais e mundiais e para se comemorar uma infinidade de situações, do Dia do Torcedor Corintiano (23/04), ao Dia do Vizinho (23/12), passando pelo Dia Mundial Sem Carro (22/09). Na área da saúde, é a mesma coisa. Há, por exemplo, o Dia Mundial do Câncer (04/02), o Dia Nacional de Combate às Drogas e Alcoolismo (22/02), o Dia Mundial da Saúde (07/04), o Dia Mundial de Higienização das Mãos (05/05) que é celebrado na mesma data do Dia Nacional sobre o Uso Racional de Medicamentos, o Dia Nacional de Luta da Pessoa com Deficiência (21/09), e por aí vai.

No que diz respeito à cardiologia e áreas associadas, por mais restrito que possa parecer, também há diversas datas comemorativas, como o Dia de Prevenção e Combate à Hipertensão (26/05) e o Dia Mundial do Diabetes (14/11). Só em agosto, há ao menos três dias dedicados a efemérides “cardiológicas”, digamos assim. No dia 8 é celebrado o Dia de Combate ao Colesterol; no dia 14, o Dia Nacional do Cardiologista; e dia 29, o Dia Nacional de Combate ao Fumo.

Ou seja, de tempos em tempos, num espaço de dias, o calendário nos mostra uma infinidade de motivos para sermos mais regrados com o nosso organismo, tanto o corpo quanto a mente. Pois saiba que 22 de maio é o Dia Mundial da Meditação, e 1º de outubro é o Dia Internacional da Saúde Mental. Isso sem falar nos meses do ano, que, de uns tempos pra cá, são associados a cores que conectam cada um dos 12 com uma ou mais circunstâncias: Setembro Amarelo (suicídio), Outubro Rosa (câncer de mama), Novembro Azul (câncer de próstata), para ficar em apenas três.

Nota-se que a maior parte das datas vinculadas à saúde são lembretes criados para conscientizar, sensibilizar e prevenir. E nesses dias, semanas, meses, são realizadas campanhas e ações de conscientização, sensibilização e prevenção. Os recados são sempre diretos e muitas vezes, repetitivos, em diversas datas: não fume, alimente-se bem, perca peso, pratique atividade física, descanse adequadamente, visite o médico regularmente, faça exames, dentre outros.

No final das contas, independentemente da data, todo dia é dia de cuidar da saúde. É importante sim olhar o calendário, valorizar as comemorações e, principalmente, agir. Assim, os dias de combate a doenças tendem a dar lugar a datas de celebração da vida.

 

*Flávio Salatino é médico cardiologista em Araçatuba


Página Anterior
 

Melhor Notícia Comunicação - Todos Direitos Reservados

FlickR
Twitter
Youtube
Facebook